Empresas têxteis do Japão revendem itens usados

No Japão, empresas do setor da moda vêm se esforçando cada vez mais para reduzir o desperdício através da revenda de roupas usadas de sua própria marca, desde que estejam em boas condições.

Na última sexta-feira, a Sanyo Shokai, começou a vender roupas usadas em Tóquio. A empresa coleta roupas usadas levadas a suas lojas ou a lojas de departamentos por clientes em troca de cupons no valor de 500 ienes, ou cerca de 3 dólares, por item.

Antes de serem revendidos, os itens são inspecionados para verificar se o tecido não está puído ou descolorado, e depois passados a ferro. Segundo a Sanyo Shokai seus produtos reciclados atendem aos padrões de qualidade da empresa.

O diretor administrativo da Sanyo Shokai, Matsuo Minehide, afirma: “O mais importante para nós é tomar a iniciativa de contribuir para a reciclagem de recursos através da reutilização das peças”.

A gigante têxtil Uniqlo já vinha reciclando tecidos de itens usados de sua marca coletados de clientes. Agora a empresa também está revendendo roupas usadas, inicialmente em caráter experimental. A empresa vende os itens usados a preços baixos ou os volta a tingir para que possam ser revendidos por quase o mesmo preço de itens novos.