Batalha de Okinawa lembrada 79 anos depois

Pessoas na província de Okinawa, no sul do Japão, estão a se recordar da batalha terrestre devastadora que ocorreu há 79 anos, nas fases finais da Segunda Guerra Mundial.

Foi realizada no domingo uma cerimônia no Parque Memorial da Paz, na cidade de Itoman, onde a batalha final foi travada. Os participantes fizeram um minuto de silêncio em memória do ocorrido.

O primeiro-ministro Kishida Fumio disse: “Prometo a todas as vítimas de Okinawa que estamos determinados em nunca permitir que a devastação da guerra volte a se repetir e fazer todo o possível para alcançar um mundo onde todos possam viver em paz e com felicidade”.

A batalha custou a vida de mais de 200 mil pessoas, ou cerca de um quarto da população civil de Okinawa.

Okinawa marca o dia 23 de junho de 1945 como o último dia dos confrontos organizados entre o extinto exército imperial japonês e as forças lideradas pelos EUA.

Um grupo de pesquisas com sede em Okinawa calcula que o número de habitantes de Okinawa que vivenciaram a guerra é hoje menos de 10% da população da província.