Portão de entrada é construído em trilha no Monte Fuji para conter superlotação

Trabalhadores terminaram de instalar um portão de entrada para uma das trilhas do Monte Fuji antes do início da temporada de escalada. O objetivo é regular o número de pessoas que visitam a montanha mais alta do Japão.

O portão foi instalado na Trilha de Yoshida, na província de Yamanashi, por volta da metade da altura da montanha.

A negligência durante a escalada tem sido um problema na trilha. Algumas pessoas escalam o Monte Fuji à noite sem descansar em cabanas nas montanhas, enquanto outras montam tendas na trilha, criando um empecilho para os outros visitantes.

A partir de 1º de julho, o número de pessoas que poderá usar a rota será limitado a 4 mil por dia e o portão ficará fechado entre 16h e 3 horas. Os visitantes que quiserem utilizar a rota precisarão pagar 2 mil ienes -- cerca de 13 dólares.

As obras do portão começaram na quinta-feira. Na segunda-feira, os trabalhadores concluíram o portão ao cobri-lo com tábuas de madeira marrom-escura para se misturar com a paisagem. O portão tem cerca de 8 metros de comprimento e 1,8 metros de altura.

Otani Kazuo, autoridade do Grupo de Promoção da Conservação do Monte Fuji e Ecossistema do Turismo, da Província de Yamanashi, observa que as regras para escalar o Monte Fuji mudarão significativamente este ano. Ele diz que espera que os visitantes sigam as regras e desfrutem de uma experiência de alpinismo segura e confortável.