Fabricantes de bebidas energéticas no Japão se mobilizam para combater baixa demanda

Bebidas energéticas já foram um combustível essencial para os trabalhadores japoneses na bolha econômica das décadas de 1980 e 90. Agora, porém, as fabricantes estão sendo forçadas a repensar suas estratégias em meio a uma queda na demanda.

O mercado vem encolhendo desde que atingiu seu pico por volta do ano 2000. A empresa de pesquisa Intage afirma que as vendas no ano passado caíram 8,6% em comparação com cinco anos antes.

A Daiichi Sankyo Healthcare é conhecida por seu produto Regain e anúncios cativantes que a tornaram um símbolo da era da bolha.

A empresa já pôs à venda 20 variedades diferentes desde 1988, mas as remessas do principal produto terminaram em abril deste ano. A empresa afirma que continuará vendendo um produto derivado de tamanho maior com uma receita modificada.

A Taisho Pharmaceutical também está reformulando seu produto Lipovitan para posicioná-lo como uma bebida esportiva em embalagens fáceis de beber.