Israel continua atacando Gaza, mas anuncia pausa para entrada de ajuda

Israel deu continuidade a ataques em toda a Faixa de Gaza ao mesmo tempo em que anunciou uma pausa em sua atividade militar na região sul para permitir que mais ajuda humanitária chegue ao enclave.

As Forças Armadas israelenses disseram, no domingo, que a pausa se aplicaria a um caminho da travessia de Kerem Shalom até uma estrada importante e mais ao norte. A rota pode ser usada para entregar suprimentos humanitários a Khan Younis, no sul de Gaza.

Os militares disseram que a pausa ocorreria das 8h às 19h todos os dias até que um novo aviso seja feito.

As Forças Armadas de Israel publicaram nas redes sociais que continuariam as operações no sul de Gaza, incluindo Rafah. A postagem, em hebraico, aparentemente era para mostrar aos israelenses que os militares manteriam sua postura linha-dura.

Israel continuou com os ataques em Gaza no domingo. Um veículo da mídia local disse que um bombardeio atingiu duas casas em um campo de refugiados no centro de Gaza e matou seis pessoas, incluindo uma criança, deixando dezenas de outras feridas.

Autoridades de saúde em Gaza disseram que o número de mortos no enclave subiu para 37.337 desde o início do conflito em outubro passado.