Empresa japonesa operadora do Aeroporto de Narita registra lucro após 3 anos de prejuízos

A companhia responsável pela operação do Aeroporto de Narita, um portão de entrada internacional para Tóquio, registrou lucro pela primeira vez em quatro anos. O bom resultado contou com o auxílio da flexibilização das restrições de viagens e da depreciação do iene.

A empresa Narita International Airport Corporation divulgou seus resultados operacionais para o ano fiscal de 2023, que terminou em março. As receitas aumentaram mais de 65% em relação ao ano anterior, para 216,9 bilhões de ienes, ou quase 1,38 bilhão de dólares.

A empresa relatou um lucro líquido de 10 bilhões de ienes, ou 63,5 milhões de dólares. O primeiro prejuízo desde a privatização havia sido registrado no ano fiscal de 2020.

A flexibilização em 2022 das restrições da Covid-19 no Japão e a desvalorização histórica da moeda japonesa no ano fiscal anterior ajudaram na recuperação dramática do número de turistas oriundos do exterior.

O número total de viajantes aumentou 70%, para 35,25 milhões por ano.

O presidente da operadora, Tamura Akihiko, informou que o número de pousos e decolagens no aeroporto e o número de passageiros aéreos devem se recuperar para os patamares anteriores à pandemia neste ano fiscal.

Tamura declarou que a empresa vai garantir mão de obra suficiente e aumentar a funcionalidade do aeroporto.