Número de falências atinge o maior nível em 12 anos no Japão em maio

Um levantamento constatou que o número de falências no Japão atingiu o maior nível em 12 anos no mês de maio. Isso ocorre justamente quando se aproxima do fim o apoio governamental a empresas em dificuldades devido à pandemia de coronavírus.

Segundo a empresa de pesquisa Teikoku Databank, 1.016 firmas deram início ao processo de liquidação no mês passado. Isso representa um aumento de 46% em relação ao ano anterior. O levantamento abrange companhias em processo falimentar com dívidas de pelo menos 10 milhões de ienes, ou mais de 63 mil dólares.

Esta é a primeira vez desde maio de 2012 que o número de falências ultrapassa mil.

Por setor, o número de falências mais que dobrou no setor de transportes. Já no setor de bares e restaurantes houve uma alta de 25%.

Vendas lentas representaram mais de 80% dos casos.

A Teikoku Databank afirmou que a escassez de mão de obra também levou algumas empresas a declararem falência. Disse que firmas de pequeno e médio porte enfrentam desafios, como oferecer salários mais altos e garantir trabalhadores em quantidade suficiente.