Rússia sedia reunião ampliada de ministros do BRICS

Ministros das Relações Exteriores dos países pertencentes à estrutura do BRICS — Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul e outros — deram início a uma reunião com dois dias de duração na cidade de Nizhny Novgorod, na parte central da Rússia, na segunda-feira.

Esta é a primeira reunião do gênero desde que Irã, Emirados Árabes Unidos, Egito e outras nações se juntaram ao grupo este ano.

Na abertura, o ministro das Relações Exteriores da Rússia e presidente do evento, Sergey Lavrov, disse que a expansão do BRICS mostra claramente a formação de uma ordem mundial multipolar.

Os participantes deverão discutir questões de segurança e cooperação econômica.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia diz esperar que, incluindo o principal diplomata da China, Wang Yi, e chanceleres de outros países membros, representantes de mais de 20 países do Oriente Médio, Ásia e África, que mantêm relações amistosas com a Rússia, participem do encontro. Isso ressalta o forte interesse em relação ao grupo BRICS.

Aparentemente, a Rússia está aproveitando a ocasião para aumentar a presença da estrutura do BRICS e impulsionar os laços com os países do Sul Global para se contrapor ao bloco ocidental.