Honda e Mazda são investigadas por irregularidades em testes de segurança

Equipes de investigadores do Ministério dos Transportes do Japão visitaram os escritórios da Honda Motor e da Mazda Motor. O objetivo é averiguar as admissões das empresas de que trapacearam em testes de direção e de segurança. A Honda e a Mazda são as últimas de cinco montadoras a receber visitas devido a revelações de resultados de testes falsificados.

Uma equipe de cinco investigadores chegou à sede da Honda em Tóquio na manhã de segunda-feira (10).

O ministério diz que a Honda realizou testes irregulares de ruído em 22 modelos que não estão mais em produção. Acredita-se também que o peso dos carros tenha excedido as faixas especificadas. Este ponto não foi refletido nos relatórios de testes.

O ministério também afirma que a empresa falsificou os números dos testes de potência do motor de alguns de seus modelos.

Outra equipe de quatro funcionários chegou à sede da Mazda, na província de Hiroshima, nesta segunda à tarde. A empresa admitiu ter manipulado resultados de testes de cinco modelos, incluindo dois que ainda estão em produção.

Para esses dois veículos, a empresa modificou deliberadamente o software usado em testes de potência do motor. A Mazda suspendeu a produção de ambos os modelos.

A montadora também afirmou que não realizou testes de colisão corretamente para os três modelos que não são mais fabricados.