Putin afirma não haver necessidade de mobilização devido ao alistamento de mais de 460 mil voluntários

O presidente russo, Vladimir Putin, diz que planeja continuar com as operações militares na Ucrânia no futuro próximo e que centenas de milhares de voluntários se alistaram nas forças armadas russas.

Putin falou em discurso no Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo na sexta-feira.

Ele disse que para Moscou derrotar o inimigo o mais rápido possível, seu contingente atual é insuficiente e que o país tem aplicado uma tática diferente.

O presidente russo disse que não há necessidade de Moscou convocar a mobilização da população, já que mais de 300 mil pessoas se voluntariaram para o serviço militar no ano passado e este ano, até agora, mais de 160 mil pessoas já se alistaram.

A Força Aérea Ucraniana anunciou no sábado que derrubou vários drones e mísseis russos na região da Carcóvia, no leste da Ucrânia, e na região de Zaporíjia, no sul.

Isso ocorreu quando tropas terrestres russas lançaram um ataque transfronteiriço na região da Carcóvia. O governador regional diz que uma pessoa foi morta e duas ficaram feridas no ataque.