Coalizão governista conquista maioria na eleição da Índia, mas partido de Modi perde assentos

O primeiro-ministro indiano Narendra Modi declarou vitória nas eleições gerais do país, já que a coalizão liderada pelo seu partido governista manteve a maioria dos assentos. Mas seu próprio partido ficou muito aquém de conquistar a maioria dos votos.

A contagem dos votos começou na terça-feira. A eleição começou em abril, com 543 assentos na câmara baixa da Índia em disputa.

Os resultados divulgados pela Comissão Eleitoral na madrugada de quarta-feira mostram que a aliança liderada pelo Partido Bharatiya Janata, do qual Modi é o líder, garantiu 293 assentos.

O primeiro-ministro disse na sede de seu partido em Nova Délhi: “A vitória de hoje é a vitória da maior democracia do mundo”.

A coalizão governista provavelmente se apressará em realizar conversações para manter Modi na liderança do governo por um terceiro mandato. Mas seu partido BJP teve sua presença reduzida consideravelmente, para 240 assentos.

Uma aliança de oposição aumentou seus assentos, muito mais do que as pesquisas de boca de urna haviam previsto.

Analistas apontam que os eleitores, principalmente nas áreas rurais, estão insatisfeitos com o aprofundamento das disparidades econômicas e com a piora do desemprego em meio ao crescimento econômico do país sob a liderança de Modi.

Rahul Gandhi, do maior partido de oposição, o partido Congresso Nacional Indiano, disse que a eleição mostrou claramente que o povo indiano está pedindo que Modi renuncie.