Ministro da Defesa do Japão afirma que país vai desempenhar um papel de liderança na região Indo-Pacífico

O ministro da Defesa do Japão declarou em uma conferência de segurança asiática que seu país está “determinado a liderar esforços para defender e reforçar uma ordem internacional livre e aberta baseada no Estado de direito” na região Indo-Pacífico.

Kihara Minoru proferiu um discurso na Cúpula de Segurança da Ásia, também conhecida como Diálogo de Shangri-La, em Singapura no sábado.

O ministro afirmou que a comunidade internacional está testemunhando “mudanças unilaterais no status quo por força ou coerção e tais tentativas nos mares da China Oriental e da China Meridional”.

Kihara acrescentou que “paz e estabilidade no Estreito de Taiwan também são importantes”. Ele afirmou que manter a paz e a estabilidade na região Indo-Pacífico é de interesse comum para a comunidade internacional.

Segundo o ministro, o Japão vai trabalhar com “uma rede de países que compartilham este objetivo”.

Kihara comentou sobre a decisão de obter as chamadas capacidades de contra-ataque e explicou que “o reforço das capacidades de defesa do Japão e a colaboração aprimorada com seus aliados e países e parceiros que pensam da mesma forma não pretendem exacerbar as tensões na região”.

O ministro acrescentou: “O Japão busca impedir mudanças unilaterais no status quo pela força, de modo a criar um ambiente de segurança desejável”.