PNUD pede cessar-fogo imediato em Gaza e busca apoio global para reconstrução

Um funcionário de alto escalão do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) pediu um cessar-fogo imediato nos combates travados na Faixa de Gaza. Ele também buscou apoio internacional para os esforços de reconstrução do enclave.

Abdallah Al Dardari, diretor do Escritório Regional do PNUD para os Estados Árabes, falou em uma entrevista dada à NHK em Tóquio, na quinta-feira.

Ele observou que sua agência está trabalhando para fornecer às pessoas em Gaza serviços de gestão de resíduos sólidos e água potável dessalinizada limpa.

Contudo, mencionou que a situação é grave, uma vez que os ataques militares israelenses mataram trabalhadores da ONU e seus familiares ou os forçaram a evacuar as áreas repetidamente.

Dardari disse que “todos os aspectos da vida foram gravemente afetados ou até destruídos”. Ele ressaltou que “já é muito, muito tarde” para implementar um cessar-fogo, mas que ainda é “melhor do que nunca”.

O funcionário também enfatizou que muitos desafios terão que ser enfrentados para levar adiante a reconstrução caso ocorra um cessar-fogo. Acrescentou que, entre eles, estão a preparação de milhares de casas provisórias pré-fabricadas e o descarte de 38 milhões de toneladas de escombros.

Dardari disse que os preparativos para a reconstrução devem começar antes mesmo do fim do conflito e pediu que a comunidade internacional, incluindo o Japão, usasse sua experiência nos esforços de reconstrução.

Ele solicitou que o Japão compartilhasse seus conhecimentos sobre como lidar rapidamente com os escombros e suas tecnologias para uma reciclagem eficaz de entulhos.