Secretário-geral da ONU insta Israel a cessar ataques a Rafah imediatamente

O secretário-geral da ONU, António Guterres, exigiu que Israel cesse imediatamente os ataques a Rafah, no sul da Faixa de Gaza.

Na terça-feira (28), Guterres falou em entrevista exclusiva à NHK em Antígua e Barbuda, país do Caribe.

Guterres disse que, devido ao modo de ataque de Israel a Gaza, mortes de civis e destruição de habitações e infraestrutura têm acontecido em uma intensidade "nunca antes vista" durante o seu mandato como secretário-geral. Ele acrescentou que os níveis de destruição são inaceitáveis.

O secretário também falou sobre a recente ordem provisória emitida pela Corte Internacional de Justiça, exigindo que Israel interrompa imediatamente a sua ofensiva em Rafah.

Guterres declarou: “A mensagem é simples. Cumpram as decisões da Corte Internacional de Justiça. No mundo em que vivemos hoje, precisamos garantir que o direito internacional, o direito internacional humanitário e o estado de direito prevaleçam e que as decisões de tribunais e tribunais universais sejam respeitadas, porque são compulsórias.” Ele ainda acrescentou: “Não é uma mera opinião. Esta é uma decisão compulsória e Israel tem de segui-la.”

Ele pediu que as partes interessadas ao redor do mundo também façam de tudo para possibilitar a libertação de reféns capturados pelo Hamas, impedir a destruição de cidades e o extermínio de civis e “criar uma base para a implementação de uma solução de dois estados”. A solução de que fala Guterres se refere à coexistência de Israel e de um futuro estado palestino.