França suspende estado de emergência na Nova Caledônia

A França suspendeu o estado de emergência na Nova Caledônia, território do país no Pacífico Sul.

O governo francês impôs a medida, em 15 de maio, em resposta a tumultos em grande escala. As manifestações foram realizadas principalmente por habitantes da ilha que buscavam a independência.

A certa altura, a violência resultou em mortes. Incêndios também foram provocados deliberadamente e houve saques, mas as autoridades locais dizem que a situação se estabilizou. O estado de emergência foi suspenso às 5h, hora local, na terça-feira.

Grupos pró-independência protestam contra a aprovação pelo Parlamento francês de um projeto de lei que amplia direitos ao voto. O projeto de lei permite que pessoas que moram no território há pelo menos dez anos votem nas eleições locais.

Na semana passada, o presidente da França, Emmanuel Macron, viajou à Nova Caledônia e deu a entender que vai adiar os procedimentos necessários para a emenda constitucional.

Observadores esperam para ver se haverá progresso nas negociações entre o governo e grupos políticos que buscam a independência.