Irã encontra-se em luto pela morte do presidente Raisi

Cerimônias em homenagem ao presidente do Irã, Ebrahim Raisi, e outros passageiros mortos em um acidente de helicóptero foram realizadas em todo o país.

Todos os oito passageiros e tripulantes que se encontravam a bordo do helicóptero que caiu no domingo, na província do Azerbaijão Oriental, no noroeste do Irã, morreram, incluindo Raisi e o ministro das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amir Abdollahian.

Autoridades estão trabalhando para recuperar os corpos dos passageiros e determinar a causa do acidente, que a mídia estatal atribuiu ao mau tempo.

Na segunda-feira, cidadãos enlutados lotaram locais onde foram realizadas cerimônias na capital, Teerã, e em outras partes do país.

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, declarou cinco dias de luto nacional. Os funerais deverão ser realizados em diversos locais, incluindo Mashhad, cidade natal de Raisi, no nordeste do país.

Segundo as autoridades, o primeiro-vice-presidente Mohammad Mokhber assumirá o cargo de presidente interino. A eleição do novo presidente será realizada no dia 28 de junho.

Resta saber como as mudanças na formação do governo afetarão a política diplomática do país no Oriente Médio. O Irã apoia militantes do Hamas, que estão lutando contra Israel em Gaza.