Presidente da Ucrânia entra em estado de alerta após outra vila na Carcóvia ser tomada pela Rússia

O Ministério da Defesa da Rússia informou que suas forças assumiram o controle de outra vila na região da Carcóvia, no leste da Ucrânia.

O anúncio de sábado eleva para 13 o número de aldeias sob controle da Rússia na região. O ministério comunicou anteriormente que havia tomado o controle de 12 vilas no decorrer da semana até sexta-feira.

As forças russas vêm intensificando a ofensiva no lado norte da Carcóvia desde que cruzaram a fronteira no início deste mês.

Há relatos de que cerca de 10.000 pessoas na Carcóvia teriam fugido de comunidades que fazem fronteira com a Rússia.

O governador da Carcóvia declarou que ataques russos a um distrito residencial na região no sábado feriram cinco pessoas, incluindo crianças.

Em uma entrevista à agência de notícias AFP na sexta-feira, o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy classificou as recentes sessões de ataques russos contra a Carcóvia como “a primeira onda”.

Durante a entrevista, Zelenskyy rejeitou um pedido do presidente francês Emmanuel Macron para uma trégua com a Rússia durante os Jogos Olímpicos de Verão em Paris.

Segundo o presidente ucraniano, a Rússia usaria qualquer suspensão das hostilidades para aumentar sua vantagem militar. Ele perguntou, quem pode garantir que a Rússia não usará a pausa para enviar mais tropas para a Ucrânia. Zelenskyy declarou que seu país se opõe a qualquer trégua que favoreça o inimigo.