Governo francês declara estado de emergência na Nova Caledônia

O governo francês declarou estado de emergência na Nova Caledônia, na quarta-feira, em meio à ocorrência de distúrbios em grande escala no território situado no Pacífico.

As manifestações tiveram início na noite de segunda-feira na cidade de Noumea, a principal da ilha, e arredores. Elas teriam sido desencadeadas por um debate na Assembleia Nacional da França para conceder direitos de voto nas eleições locais a mais residentes na Nova Caledônia. Isso atraiu protestos de habitantes do território que buscavam a independência da França.

Segundo o governo francês, os atos violentos causaram quatro mortes.

A agência de notícias Reuters relatou que centenas de pessoas ficaram feridas e pelo menos 80 manifestantes foram detidos.

O aeroporto internacional está fechado desde segunda-feira. De acordo com o Consulado japonês, voos diretos entre o Japão e a Nova Caledônia permaneciam suspensos na quarta-feira.

O governo francês diz que é a primeira vez que um estado de emergência é declarado no território desde que o movimento de independência ganhou força em 1985. A França planeja enviar pessoal de segurança adicional para ajudar a conter a situação.