Novo sistema de reservas entrará em funcionamento para escalar o Monte Fuji

A província de Yamanashi, na região central do Japão, informou que lançará um sistema on-line para regular o número de pessoas que escalam o Monte Fuji.

O sistema estará acessível a partir de 20 de maio por meio do site oficial, que é operado pelo Ministério do Meio Ambiente e pelas províncias de Yamanashi e Shizuoka.

A partir da temporada de escalada no verão deste ano, que começa em 1º de julho, aqueles que planejam escalar o Monte Fuji pelo lado de Yamanashi deverão fazer uma reserva por meio do sistema.

O sistema será usado para limitar o número de pessoas a 4 mil por dia e cobrar uma taxa de 2 mil ienes, ou cerca de 12,8 dólares, para cada pessoa. A medida visa proteger o meio ambiente e evitar acidentes.

A província de Yamanashi espera que o novo sistema ajude a evitar confusões na entrada da montanha, pois as pessoas registrarão suas informações com antecedência.

As reservas poderão ser feitas até o dia anterior à data da escalada. Prevendo que haverá pessoas que chegarão sem reservas, o sistema alocará 3 mil vagas por dia para reservas dentre o limite máximo de 4 mil pessoas que poderão escalar.