Japão registra superávit recorde em conta corrente no ano fiscal de 2023

O Japão observou, no ano fiscal de 2023, seu maior superávit em conta corrente já registrado. As exportações de automóveis contribuíram para elevar o número.

Autoridades do Ministério das Finanças afirmam que o superávit foi superior a 25,3 trilhões de ienes, ou mais de 162 bilhões de dólares. Houve um aumento de mais de 104 bilhões de dólares em relação ao ano fiscal anterior.

A conta corrente é um indicador fundamental do comércio e investimento do Japão com o resto do mundo.

O valor das importações do Japão registrou queda, depois de os preços do petróleo bruto e de outras fontes de energia terem se estabilizado após aumentos acentuados. A exportação de veículos, propiciada pelo maior fornecimento de semicondutores, contribuiu para um déficit comercial menor.

O superávit de renda primária atingiu um recorde de 35,5 trilhões de ienes, ou aproximadamente 228 bilhões de dólares. O valor inclui dividendos e rendimento de juros que empresas japonesas recebem de suas subsidiárias no exterior. Houve uma elevação superior a 1 bilhão de dólares em relação ao ano fiscal anterior, por conta dos efeitos da desvalorização do iene e das taxas de juros mais altas de títulos estrangeiros.