Gastos de famílias no Japão caem pelo 13º mês consecutivo por conta da retração do consumo

Os gastos das famílias japonesas caíram no mês de março, registrando o 13º mês consecutivo de queda, uma vez que os consumidores estão se contendo diante dos aumentos nos preços.

Números divulgados nesta sexta-feira pelo Ministério do Interior e Telecomunicações mostram que famílias de duas ou mais pessoas gastaram, em média, 318.713 ienes, ou cerca de 2.050 dólares, em março. Esse valor representa uma queda de 1,2% em termos de ienes em comparação ao ano anterior, ajustado pela inflação.

De um modo geral, as despesas relacionadas a atividades sociais aumentam em março, que é o último mês do ano fiscal no Japão. Nessa ocasião são dados presentes de despedida para as pessoas que estão se aposentando ou sendo transferidas para diferentes locais de trabalho. Os gastos neste ano caíram 20,9% em relação ao ano anterior por conta do aumento nos preços dos produtos.

As despesas com os serviços públicos foram afetadas por um inverno ameno sem precedentes. As contas de energia elétrica caíram 19,2% e as de gás, 9,3%, devido à redução da utilização de condicionadores de ar e aquecedores a gás.

O ministério também divulgou os números registrados no ano fiscal de 2023. Os gastos das famílias caíram 3,2% em relação ao ano anterior levando em conta os efeitos da inflação. O declínio é observado pela primeira vez em três anos.