Ministro da Defesa do Japão promete fortalecer capacidade de segurança das Forças de Autodefesa

O ministro da Defesa do Japão, Kihara Minoru, disse que vai incrementar a capacidade de segurança em instalações das Forças de Autodefesa. A observação foi feita após as imagens de uma embarcação da Força Marítima de Autodefesa aparentemente feitas por drones e publicadas on-line terem sido descritas como provavelmente legítimas.

As imagens foram divulgadas em março em um site chinês de compartilhamento de vídeos e outras redes sociais. Aparentemente elas mostram o destróier Izumo atracado na base da Força Marítima de Autodefesa na cidade de Yokosuka, ao sul de Tóquio.

Segundo declaração feita pelo Ministério da Defesa na quinta-feira, o vídeo foi analisado e considerado muito provavelmente autêntico.

Voos não autorizados de veículos aéreos não tripulados perto e sobre as bases das Forças de Autodefesa são proibidos por lei.

Na sexta-feira, Kihara disse à imprensa que encara os resultados da análise com seriedade, já que danos causados por drones a instalações japonesas relacionadas à defesa podem ser gravemente prejudiciais à segurança do país.

Kihara acrescentou que o ministério vai acelerar esforços para a instalação de equipamentos avançados com o objetivo de evitar tais intrusões, algo que aumentará a capacidade de segurança de instalações das Forças de Autodefesa, usando, por exemplo, interferência para forçar o pouso de tais aparelhos, conforme permitido pela legislação.