Cidade japonesa Genkai aceita pesquisa sobre local de descarte de resíduos nucleares

O prefeito de uma cidade localizada na região oeste do Japão disse que decidiu aceitar uma pesquisa de primeira fase para escolher um local de descarte final de resíduos radioativos de alto nível.

O prefeito de Genkai, Wakiyama Shintaro, fez o anúncio nesta sexta-feira.

Pela lei, resíduos com altos níveis radioativos de usinas nucleares devem ser enterrados a mais de 300m de profundidade, já que continuam a emitir radiação intensa por um longo período de tempo. A lei também obriga a realização de pesquisas em três etapas para a escolha de possíveis locais para o descarte final.

No mês de abril, a assembleia municipal aprovou uma petição solicitando a pesquisa inicial. Na semana passada, o governo central pediu também que a cidade aceitasse a realização do estudo.

A cidade, na província de Saga, é o terceiro município japonês a aceitar esse tipo de pesquisa, em seguida à cidade de Suttu e ao vilarejo de Kamoenai, ambos na província de Hokkaido, no norte do país.

Genkai abriga uma usina de energia nuclear operada pela Companhia de Energia Elétrica de Kyushu. A pesquisa será a primeira do gênero em um município onde já existe uma usina nuclear.