Salários reais continuam a cair no Japão

As últimas estatísticas do governo do Japão mostram que a inflação continua consumindo os salários das pessoas no país.

Segundo o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social, os salários ajustados pela inflação diminuíram 2,5% em março, em comparação com o mesmo mês do ano passado. Trata-se do 24º mês consecutivo de recuo e do período mais longo desde que dados comparáveis se tornaram disponíveis em 1991.

Os números são de um levantamento mensal junto a mais de 30.000 empresas com pelo menos cinco funcionários.

O salário nominal médio de março aumentou 0,6%, chegando a mais de 301.000 ienes, ou cerca de 1.940 dólares. Isso marca 27 meses consecutivos de alta.

A pasta afirma que o número de empregadores em 2024 que concedem aumentos a seus trabalhadores deve crescer em relação ao ano passado. A tendência reflete o resultado das negociações anuais entre empresas de grande porte e sindicatos trabalhistas.