EUA suspendem parcialmente envio de munição a Israel

Diversos órgãos de comunicação dos EUA informaram que o governo do presidente Joe Biden suspendeu parcialmente envios de munição a Israel.

De acordo com um portal de notícias políticas, a entrega de dois tipos de bombas de precisão foi suspensa. O portal chamado Politico relatou: “Esta parece ser a primeira vez que o governo dos EUA atrasou uma possível venda de armas a Israel” desde o ataque do Hamas ao país em outubro do ano passado.

O site citou ainda uma autoridade dos EUA que afirma que a suspensão dos envios de munição visa enviar “uma mensagem política a Israel”.

Os Estados Unidos têm fornecido consistentemente apoio militar a Israel, mas vêm instando o lado israelense a proteger civis em meio a crescentes críticas, no país e no exterior, sobre o aumento do número de vítimas civis na Faixa de Gaza.

Na terça-feira (7), o porta-voz de Segurança Nacional da Casa Branca, John Kirby, foi questionado por um repórter sobre a suspensão dos envios de munição.

Ele disse que não há o que comentar a respeito de remessas individuais de assistência do exército americano, mas que nada mudou em relação ao compromisso dos EUA com a segurança de Israel.