Israel lança ofensiva militar em Rafah, no sul da Faixa de Gaza

Os militares israelenses informaram ter lançado uma ofensiva terrestre numa área limitada no leste de Rafah, no sul da Faixa de Gaza. Por outro lado, Israel disse que vai enviar uma delegação ao Egito para tentar obter um acordo de cessar-fogo.

Na segunda-feira, o Hamas divulgou um comunicado dizendo ter informado aos mediadores do Catar e do Egito que o grupo aceitou a proposta de cessar-fogo feita por estes países.

O Gabinete do primeiro-ministro de Israel, por sua vez, disse que vai enviar uma delegação ao Egito “em um esforço para maximizar a possibilidade de chegar a um acordo em termos aceitáveis para Israel”.

Contudo, acrescentou que o gabinete de guerra decidiu por unanimidade continuar as operações em Rafah a fim de impor pressão militar sobre o Hamas e avançar na libertação de reféns mantidos pelo grupo.

Segundo a rede de notícias via satélite Al Jazeera, cuja sede fica no Catar, a proposta de cessar-fogo aceita pelo Hamas consiste em três fases, cada uma delas de 42 dias.

Na primeira etapa, o Hamas libertaria 33 reféns, incluindo mulheres e crianças, em troca de prisioneiros mantidos por Israel.

A segunda etapa exige que Israel retire todas as suas tropas de Gaza e que o Hamas liberte todos os homens israelenses, incluindo soldados, que continuam sendo mantidos em cativeiro.

A terceira fase inclui um plano de reconstrução para Gaza, com o envolvimento das Nações Unidas e de países mediadores.

Esta terça-feira (7) assinala os sete meses desde o ataque mortal do Hamas a Israel e o início de uma ofensiva israelense na Faixa de Gaza.