Chefe da ONU exorta Israel e Hamas a não perderem oportunidade de acordo

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, insistiu veementemente que Israel e o Hamas não devem perder a oportunidade de chegar a um acordo de trégua e libertação de reféns.

Falando à imprensa na segunda-feira, Guterres disse ter feito, no mesmo dia, um “apelo muito forte ao governo de Israel e à liderança do Hamas para se esforçarem mais no sentido de materializar um acordo que é absolutamente vital”.

Ele descreveu a chance como “uma oportunidade que não pode ser perdida”.

O chefe da ONU acrescentou que uma invasão terrestre na cidade de Rafah, no sul de Gaza, seria “intolerável por suas devastadoras consequências humanitárias e seu impacto desestabilizador na região”.

Ainda na segunda-feira, o Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos, Volker Turk, emitiu uma declaração sobre o pedido de Israel para a evacuação de residentes de algumas partes de Rafah.

Turk observou que a população de Gaza “continua sendo atingida por bombas, doenças e até mesmo fome” e que “foi informada que deve ser evacuada mais uma vez com a escalada das operações militares de Israel em Rafah”.

Ele chamou a situação de “desumana” e “contrária aos princípios básicos das leis internacionais humanitárias e de direitos humanos, que têm a proteção efetiva dos civis como sua principal preocupação”.