EUA e Filipinas realizam simulação na costa do Mar da China Meridional com munição real

Os militares dos EUA e das Filipinas realizaram um exercício de tiro real para praticar uma ação defensiva contra uma invasão pelo mar.

O exercício foi realizado na segunda-feira em uma costa da província de Ilocos Norte, no norte das Filipinas, que fica de frente para o Mar da China Meridional perto de Taiwan.

Mísseis Javelin antitanque e howitzers foram lançados contra um alvo a cerca de um quilômetro da costa. Metralhadoras foram disparadas como forma de se preparar para impedir que tropas inimigas aterrem.

O exercício foi realizado em meio a crescentes tensões em relação ao Mar da China Meridional. Em 30 de abril, navios da guarda costeira chinesa dispararam canhões de água contra navios de patrulha filipinos perto do disputado Scarborough Shoal.

A autoridade americana encarregada do exercício negou que a simulação tivesse a China em mente, mas mencionou um tratado de defesa mútua que obriga os Estados Unidos a defender as Filipinas.

A autoridade disse que todos os exercícios têm como objetivo garantir que as duas Forças Armadas cumpram suas funções com base no pacto.

Acredita-se que os dois países estejam tentando mostrar suas capacidades de resposta rápida diante do comportamento cada vez mais assertivo da China no Mar da China Meridional.