Negociações sobre Gaza continuam mas ainda não há sinais claros de acordo

As negociações para garantir um acordo de cessar-fogo em Gaza e a libertação de reféns estão supostamente em andamento na capital egípcia. A mídia israelense noticiou que Israel não enviará representantes ao Cairo a menos que o Hamas aceite uma recente proposta.

Meios de comunicação informaram no sábado que uma delegação do grupo islâmico Hamas e o diretor da CIA dos EUA, William Burns, chegaram ao Egito. O governo egípcio está mediando as negociações.

O Hamas disse que se sentará na mesa de negociações com uma atitude positiva a fim de chegar a um acordo.

A imprensa local citou fontes egípcias dizendo que até agora várias questões foram acordadas.

Uma proposta recente inclui uma trégua de 40 dias para o retorno dos reféns em etapas, e então, avançar para a fase seguinte.

Não é certo se o Hamas, que exige um cessar-fogo total, e Israel, que visa destruir o Hamas, conseguirão chegar a um consenso.

Entretanto, a ofensiva israelense em Gaza continua mesmo com as negociações em andamento.

A mídia local informou no sábado que três pessoas, incluindo duas crianças, foram mortas quando uma casa em Rafah foi bombardeada. Cerca de 1,2 milhão de palestinos, incluindo muitos que fugiram de bombardeios israelenses em outras partes de Gaza, estão em Rafah.

As autoridades locais de saúde dizem que 34.654 pessoas foram mortas no atual conflito.