Coreia do Sul eleva nível de alerta de escritórios diplomáticos em relação a ameaças norte-coreanas

O governo da Coreia do Sul decidiu aumentar o nível de alerta contra o terrorismo de cinco escritórios diplomáticos no exterior, citando informações de serviços de inteligência de que a Coreia do Norte poderá tentar causar danos aos seus funcionários.

O Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Sul diz que a decisão foi tomada, na quinta-feira, em uma reunião do governo sobre medidas contra o terrorismo.

Os cinco escritórios são as embaixadas sul-coreanas no Camboja, Laos e Vietnã e os consulados gerais nas cidades de Shenyan, na região nordeste da China, e de Vladivostok, no Extremo Leste da Rússia.

O nível de alerta contra o terrorismo foi aumentado em dois níveis, ou seja, do mais baixo, de atenção, para o segundo mais alto, de alerta, que indica que existe uma alta possibilidade de um ataque terrorista.

O Ministério das Relações Exteriores diz que a decisão tem como base fontes de inteligência de que Pyongyang está planejando causar danos a funcionários desses escritórios diplomáticos.

O Serviço Nacional de Inteligência da Coreia do Sul também disse ter vários indícios de que a Coreia do Norte está se preparando para realizar ataques terroristas contra funcionários diplomáticos e cidadãos sul-coreanos.

O governo disse que fará todo o possível para garantir a segurança, ao mesmo tempo em que continua coletando informações.