Biden teria chamado o Japão de 'xenófobo' em evento de campanha eleitoral

De acordo com reportagens da imprensa, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, atribuiu os problemas econômicos do Japão a xenofobia, ao mesmo tempo em que argumentou que a economia americana está crescendo porque o país aceita imigrantes.

Biden teria feito os comentários em um evento de arrecadação de fundos para sua campanha à reeleição de 2024, realizado em Washington, na quarta-feira.

Segundo a agência de notícias Reuters, Biden disse que uma das razões pelas quais a economia dos Estados Unidos está crescendo é o fato de o país receber imigrantes. O presidente americano prosseguiu dizendo: “Por que a China está tão atrasada economicamente? Por que o Japão enfrenta problemas? Por que a Rússia? Por que a Índia? Porque eles são xenófobos. Não querem imigrantes. Os imigrantes são o que nos torna fortes.”

O veículo de imprensa americano Bloomberg também informou a respeito dos comentários de Joe Biden. Disse que, embora ele tenha vinculado anteriormente os problemas econômicos da China à falta de vontade de aceitar a imigração, desta vez Biden incluiu a Rússia e o Japão, um aliado de longa data.

O Bloomberg destacou que, há três semanas, Joe Biden recebeu o primeiro-ministro do Japão, Kishida Fumio, para uma cúpula e um jantar oficial em Washington. Observou que as “críticas de Biden e o fato de o Japão ter sido mencionado ao lado de dois grandes rivais dos Estados Unidos poderiam causar problemas em Tóquio”.