Japão pode ter interferido no mercado com operação de compra de ienes

Analistas acreditam que o governo do Japão, junto ao banco central do país, possa ter conduzido uma intervenção de compra de ienes no valor de cerca de 5 trilhões de ienes, ou quase 32 bilhões de dólares, para impedir uma queda brusca da moeda japonesa.

Os analistas do mercado suspeitam que o governo e o Banco do Japão tenham realizado a intervenção sem qualquer anúncio, já que o iene se recuperou rapidamente algumas vezes na segunda-feira (29). Por exemplo, a moeda alcançou a faixa de 154 ienes em relação ao dólar logo após ter caído para a faixa de 160 ienes.

Na terça-feira (30), um relatório estatístico do banco central sobre suas contas correntes indicou que 7,56 trilhões de ienes, ou cerca de 48 bilhões de dólares, seriam transferidos de instituições financeiras para o governo na quarta-feira (1).

O instituto de pesquisas de capital privado The Totan Research estima que cerca de 5 trilhões de ienes foram usados para a intervenção.

O vice-ministro das Finanças para Assuntos Internacionais, Kanda Masato, se recusou repetidas vezes a se pronunciar sobre o assunto. As estatísticas a serem divulgadas pelo Ministério das Finanças no final de maio devem indicar se foi realizada alguma intervenção.