Artefatos do Reino de Ryukyu são revelados à mídia em Okinawa

Retratos de monarcas do Reino de Ryukyu, um antigo reino que ocupava a área da atual província de Okinawa, no sul do Japão, foram apresentados à mídia pela primeira vez após serem devolvidos à província.

Os retratos, bem como outros artefatos, foram perdidos em meio ao caos da Batalha de Okinawa, travada entre as forças americanas e japonesas nos últimos dias da Segunda Guerra Mundial.

Os vinte e dois itens, que incluem um mapa, um incensório e os retratos conhecidos como “Ogoe”, foram encontrados nos Estados Unidos no ano passado e entregues à província de Okinawa em março.

Dezoito dos itens, incluindo dois dos retratos, foram revelados na terça-feira (30).

Um dos retratos, medindo cerca de 180 centímetros quadrados, mostra no centro um rei trajado para eventos oficiais, com vestes e uma coroa. Funcionários da província dizem acreditar que o retrato seja do quarto monarca do reino, o rei Shosei.

O outro retrato é dividido em três partes, com cada segmento medindo 109 centímetros de comprimento. Os funcionários dizem que ainda não se sabe quem seria o rei retratado.

Em uma cerimônia, o governador de Okinawa, Tamaki Denny, salientou que muitos patrimônios culturais de grande valor para a província foram destruídos em incêndios ou perdidos durante a guerra.

O governador ainda disse que a recente devolução de artefatos é uma imensa alegria e de muita importância para a população de Okinawa. Ele acrescentou que a província se compromete a preservar e utilizar os tesouros com todo o cuidado.