Habitações temporárias de madeira são concluídas em Wajima, quatro meses após o terremoto

Unidades habitacionais temporárias de madeira foram concluídas na cidade de Wajima, na província de Ishikawa, atingida por um terremoto quatro meses atrás.

O poderoso terremoto abalou a Península de Noto, em Ishikawa, onde Wajima se localiza, no dia 1º de janeiro deste ano.

Cerca de 2.800 moradias temporárias são necessárias na cidade para abrigar as pessoas afetadas pelo sismo e, até o momento, foram construídas 800 unidades.

Na terça-feira, no distrito de Najimi, na cidade, funcionários do governo provincial inspecionaram 100 unidades habitacionais temporárias recém-construídas em 27 prédios de madeira.

As autoridades disseram que essas são as primeiras habitações temporárias de madeira concluídas na província e planejam que os moradores se mudem ao local a partir de meados de maio.

As moradias, que usam madeira da própria província nas paredes e pisos, podem ser usadas por mais tempo do que aquelas pré-fabricadas, acrescentaram as autoridades.

Três tipos de plantas estão disponíveis. Eletrodomésticos, incluindo geladeira e máquina de lavar, podem ser instalados conforme a necessidade dos residentes.

Wajima planeja permitir que os ocupantes permaneçam nas unidades temporárias por até dois anos.