Possível passo fundamental foi dado em transplantes por bioengenharia, dizem pesquisadores no Japão

Pesquisadores no Japão afirmaram ter confirmado fluxo sanguíneo em pulmões criados por bioengenharia e transplantados em camundongos. Segundo os cientistas, os pulmões foram produzidos a partir de células humanas.

O professor assistente Suzuki Takaya, do Instituto de Desenvolvimento, Envelhecimento e Câncer da Universidade de Tohoku, e outros pesquisadores disseram ter removido todas as células dos pulmões de camundongos. Fibras de colágeno e membrana basal, porém, foram mantidas.

De acordo com o grupo, posteriormente, foram injetadas células humanas nessas estruturas para criar pulmões, incluindo vasos sanguíneos, e os órgãos criados por bioengenharia foram transplantados em outros camundongos.

Os pesquisadores declararam que a engenharia de órgãos complexos, como pulmões, continua sendo um grande desafio.

Eles disseram que a plataforma de bioengenharia pulmonar em escala de camundongos desenvolvida em seu estudo pode facilitar futuramente a expansão para uma bioengenharia de órgãos em escala humana.

Segundo Suzuki, a arquitetura dos pulmões dos mamíferos é basicamente consistente entre espécies, incluindo camundongos, suínos e humanos. O professor assistente acredita que a nova plataforma é um passo importante para a realização de pesquisas empregando suínos e outros animais de grande porte visando transplantar pulmões criados por bioengenharia em humanos.