Blinken vai ao Oriente Médio discutir cessar-fogo e libertação de reféns em Gaza

O secretário de Estado americano partiu domingo de uma base da Força Aérea nos arredores de Washington com destino ao Oriente Médio. Segundo o Departamento de Estado, Antony Blinken planeja conversar com “parceiros regionais” sobre os contínuos esforços para realização de um cessar-fogo na Faixa de Gaza e a garantia de libertação dos reféns confinados no enclave.

Até quarta-feira, Blinken irá à Arábia Saudita, Jordânia e Israel.

O assessor de imprensa de Segurança Nacional da Casa Branca declarou à rede ABC News que o Hamas não rejeitou totalmente o acordo sobre os reféns. John Kirby disse que o grupo estaria estudando uma proposta apresentada por Israel.

O porta-voz explicou que, se a proposta for aceita, os combates em Gaza serão interrompidos por seis semanas. A expectativa de Washington seria de que “algo mais duradouro” viria a ser implementado quando terminar o cessar-fogo temporário.

Além disso, Kirby informou que o secretário de Estado falará com autoridades israelenses sobre suas intenções em relação à operação terrestre planejada para a cidade de Rafah, no sul da Faixa de Gaza. Blinken pretenderia saber em que estágio Israel se encontra no planejamento da ofensiva.

De acordo com o assessor, Israel teria assegurado aos Estados Unidos que não invadirá Rafah até que Washington tenha a chance de compartilhar suas perspectivas e preocupações com a nação do Oriente Médio.