É improvável que a Rússia faça ofensivas intensas na Ucrânia em breve

As forças russas estão atacando cidades na região da Carcóvia, no leste da Ucrânia, além das principais áreas da linha de frente. Segundo relatos das autoridades de inteligência ucranianas, a Rússia pode estar “reduzindo a intensidade no campo de batalha” antes de uma ofensiva maior no final de maio ou junho.

Um instituto de pesquisas dos EUA, o Instituto para o Estudo da Guerra, disse no sábado: “As forças russas provavelmente obterão ganhos táticos significativos nas próximas semanas, enquanto a Ucrânia espera que a assistência de segurança dos EUA chegue ao front”, mas é improvável que se sobreponham às defesas ucranianas devido a equipamentos antigos e soldados mal treinados.

Também diz: “É muito provável que a Ucrânia estabilize a linha de frente nos próximos meses e possa iniciar operações contraofensivas limitadas no final de 2024 ou início de 2025”.

A administração do presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou recentemente uma ajuda militar adicional para a Ucrânia.

As forças ucranianas dizem que a Rússia lançou ataques com drones na região sulina de Mykolaiv no início da manhã de domingo, sem deixar feridos, mas danificando um prédio de hotel e uma instalação de infraestrutura.

O Financial Times, do Reino Unido, informou na sexta-feira que as autoridades de inteligência da Ucrânia descreveram os ataques atuais da Rússia como “reduzindo a intensidade no campo de batalha” antes de uma nova ofensiva em grande escala no final de maio ou junho.