Rússia veta projeto de resolução da ONU que limita corrida armamentista nuclear no espaço

A Rússia vetou um projeto de resolução do Conselho de Segurança da ONU de iniciativa do Japão e dos Estados Unidos que visa impedir uma corrida armamentista nuclear no espaço.

O projeto de resolução propõe total conformidade com o Tratado do Espaço Sideral, que promove o uso pacífico do espaço.

Também busca a proibição do desenvolvimento de armas nucleares e outras armas de destruição em massa para colocação em órbita terrestre.

Na votação de quarta-feira, 13 dos 15 membros do Conselho de Segurança apoiaram o projeto de resolução, mas a China se absteve e a Rússia exerceu seu poder de veto.

Após a votação, a embaixadora dos EUA na ONU, Linda Thomas-Greenfield, disse: “Não é a primeira vez que a Rússia compromete o regime global de não proliferação. Nos últimos anos, Moscou invocou de forma irresponsável uma retórica nuclear perigosa e deixou de cumprir várias de suas obrigações referentes ao controle de armas.”

O embaixador do Japão na ONU, Yamazaki Kazuyuki, disse que é difícil entender por que o Conselho não consegue se unir em prol de um compromisso tão simples, mas significativo.

O embaixador russo na ONU, Vassily Nebenzia, disse que o assunto deve ser discutido por todos os membros da ONU e não apenas pelo Conselho de Segurança.

Ele descreveu o projeto de resolução como propaganda política, afirmando que “o único propósito de Washington ter apresentado esse projeto era caracterizar a Rússia como vilã”.