Ucrânia deposita esperança em novo comandante-chefe

O novo comandante-chefe das Forças Armadas da Ucrânia fez seus primeiros comentários públicos após assumir o cargo. O general Oleksandr Syrskyi publicou nas redes sociais, na sexta-feira, que “somente mudanças e melhorias constantes” permitirão à Ucrânia “alcançar o sucesso” no campo de batalha.

Syrskyi tinha atuado anteriormente como chefe das forças terrestres. Ele declarou que novas tecnologias e estratégias modernas são essenciais, e enfatizou a necessidade de entrega e distribuição rápida de armas por parte de aliados no exterior.

Syrskyi está assumindo o comando em um momento em que os militares lutam contra a escassez de armas e pessoal. Suas tropas vêm tentando impedir que os russos conquistem toda a região de Donetsk, no leste do país.

Líderes na Rússia afirmam que a mudança não afetará o que eles chamam de “operação militar especial”. O ex-presidente Dmitry Medvedev chamou Syrskyi de “traidor”, uma vez que ele nasceu na antiga União Soviética, e participou de treinamentos em Moscou. Medvedev expressou seu “ódio, desprezo e nojo”, e acusou o comandante de “destruir seus entes queridos”.