Crimes do Código Penal em 2023 aumentaram em 100 mil em relação ao ano anterior, diz polícia do Japão

A Agência Nacional de Polícia do Japão afirmou que, em 2023, o país registrou 100 mil casos a mais de crimes previstos no Código Penal do que no ano anterior.

O relatório da situação criminal em 2023 da agência contabilizou 703.351 casos de crimes do Código Penal conhecidos pela polícia. Trata-se de um aumento de 102.020 em relação ao ano anterior.

As infrações do Código Penal atingiram o pico de 2,854 milhões casos em 2002. A partir daí, o número diminuiu por 19 anos consecutivos até 2021. Foi o ano que marcou o nível mais baixo do pós-guerra, chegando a 568 mil. Contudo, vem subindo novamente há dois anos seguidos.

Crimes de rua, como roubo de bicicletas, ferimentos e agressões, aumentaram 21% em relação a 2022, totalizando 243.987.

A Agência Nacional de Polícia atribui o aumento ao fato de as pessoas se tornarem mais ativas com o rebaixamento do coronavírus.

Delitos graves, como homicídio, feminicídio e roubo, aumentaram 30%, atingindo 12.372.

Casos de fraudes especiais, envolvendo ligações telefônicas e outras ferramentas de comunicação, totalizaram 19.033 - o maior número nos últimos 15 anos. As perdas totalizaram cerca de 44,12 bilhões de ienes, ou quase 300 milhões de dólares. Isso representa por volta de 47 milhões de dólares a mais do que em 2022.

Perdas causadas por fraudes bancárias online totalizaram em torno de 8,6 bilhões de ienes, ou aproximadamente 58 milhões de dólares. Trata-se de um recorde.

A agência descreveu a situação do crime como grave. Prometeu evitar quaisquer falhas no patrulhamento ostensivo e promover medidas abrangentes para garantir a segurança e a paz de espírito da população.