Tepco informa que água não tratada vazou da usina nuclear Fukushima 1

A Companhia de Energia Elétrica de Tóquio (Tepco) informa que operários da acidentada usina nuclear Fukushima 1 descobriram um vazamento de água não tratada na abertura de ventilação de um equipamento de filtração.

Administradora da usina, a empresa afirma que a água, parte da qual pode ter escorrido para o solo, conteria 220 vezes o nível regular de substâncias radioativas que deve ser notificado ao governo.

A Tepco diz que o vazamento foi detectado pouco antes das 9 horas de quarta-feira. A empresa conclui que o vazamento pela abertura de ventilação pode ter ocorrido porque, numa inspeção, foi mantida aberta uma válvula que deveria estar fechada quando os operários removiam com jatos d’água a água não tratada do interior do equipamento de filtração.

O vazamento cessou quando foi interrompido o fluxo de água no interior do equipamento. A Tepco estima que tenham vazado cerca de 5,5 toneladas de água.

Estima que a água vazada contenha cerca de 22 bilhões de becquerels de césio-137 e outras substâncias radioativas que emitem raios gama. O nível regular para notificação ao governo é de 100 milhões de becquerels.

A Tepco esclarece que não constatou nenhum impacto ambiental fora da usina. Porém, como a água vazada pode ter escorrido no solo, a empresa planeja recolher para descarte a água e o solo encharcado.