Polícia de Hong Kong coloca ativista Agnes Chow em lista de procurados

A polícia de Hong Kong disse que colocou em uma lista de procurados a ativista pró-democracia Agnes Chow, depois que ela não se apresentou à polícia conforme requisitado.

A polícia anunciou, na terça-feira, sua ação contra Chow, que está vivendo no Canadá.

Chow foi presa em 2020 sob suspeita de conluio com agentes externos para minar a segurança nacional.

Posteriormente, ela recebeu fiança com a condição de se apresentar regularmente à polícia.

Entretanto, Chow divulgou nas redes sociais no início de dezembro que ela está morando em Toronto e não voltará para Hong Kong, onde deveria ter se apresentado à polícia em 28 de dezembro.

Chow deixou Hong Kong, como muitos outros ativistas pró-democracia, após a introdução da lei de segurança nacional do território, que reprime movimentos contra o governo chinês.

A polícia já colocou 13 ativistas que moram no exterior em uma lista de procurados.