NHK Responde: Como proteger a saúde em abrigos (4) — Prevenção da deterioração do desempenho físico

A NHK está respondendo a perguntas relacionadas à mitigação de desastres. Muitas pessoas ainda se encontram em abrigos temporários para onde foram depois do grande terremoto que atingiu a Península de Noto, na região central do Japão, no dia 1º de janeiro. Nesta série, analisamos maneiras de proteger a saúde de pessoas que se encontram em abrigos de emergência. Hoje vamos estudar algumas formas de prevenir a deterioração do desempenho físico.

Na vida normal, movemos nossos corpos naturalmente ao realizar nossas tarefas domésticas diárias e no trabalho. Mas o dia a dia muda drasticamente quando alguém é forçado a viver num abrigo após um desastre.

É provável que as oportunidades de sair e de se movimentar diminuam, especialmente para os idosos. Além disso, eles tendem a se tornar passivos e a se mover menos ao continuar vivendo em um abrigo passando a receber mais assistência. Essa inércia pode levar ao declínio de suas funções mentais, físicas e cognitivas e aumentar o risco de várias doenças.

Especialistas em cuidados de idosos aconselham os evacuados a buscarem novas atividades em abrigos, como fazer limpeza ou entregar suprimentos. Também são incentivados a fazer amigos e se exercitar com eles.

Essas informações são do dia 6 de fevereiro.