Premiês do Japão e Itália concordam em unir forças em questões globais

O primeiro-ministro japonês Kishida Fumio e a premiê italiana Giorgia Meloni concordaram em unir forças para abordar uma série de questões globais, incluindo Ucrânia e desarmamento nuclear.

A reunião dos dois líderes na segunda-feira em Tóquio também marcou a transferência da presidência do Grupo dos Sete do Japão para a Itália. Kishida expressou sua gratidão pelo compromisso assumido por Meloni de aprofundar as conquistas da cúpula do G7 do ano passado em Hiroshima. Ele disse a Meloni que o Japão fará todo o possível para ajudar a Itália a sediar uma cúpula bem-sucedida em junho.

Kishida e Meloni confirmaram que seus países trabalharão juntos para enfrentar uma série de questões globais, incluindo os conflitos na Ucrânia e no Oriente Médio, bem como o desarmamento nuclear e a inteligência artificial.

Os dois disseram que saúdam o progresso feito no desenvolvimento de aeronaves de combate de próxima geração em um projeto conjunto envolvendo Japão, Itália e Reino Unido.

Posteriormente, Kishida disse a repórteres que a visita de Meloni ao Japão foi uma boa oportunidade para aprofundar os laços bilaterais. Ele disse que a Itália é um parceiro estratégico para o Japão e que Tóquio está pronto para trabalhar com o país para alcançar a paz e a estabilidade globais.