Militares dos EUA e do Reino Unido fazem novos ataques aos houthis

O governo americano anunciou que as Forças Armadas dos Estados Unidos e do Reino Unido, com suporte de outros países, realizaram ataques a 13 posições houthis no Iêmen.

As investidas foram concentradas em 36 alvos.

Ataques anteriores da coalizão foram feitos em meados de janeiro.

As Forças Armadas dos Estados Unidos ressaltam que os houthis continuam a atacar navios comerciais, assim como embarcações militares que transitam pelo Mar Vermelho.

No sábado, o secretário da Defesa dos Estados Unidos divulgou nota, na qual afirma que os ataques têm por objetivo comprometer e degradar ainda mais o poderio bélico da milícia Houthi, que é apoiada pelo Irã.

Lloyd Austin explicou que os alvos estavam associados a instalações de armazenamento de armas dos houthis no subsolo, a sistemas e lançadores de mísseis, assim como a sistemas de defesa aérea e radar.

Acrescentou que a ação coletiva serve de lição inequívoca aos houthis de que eles vão sofrer consequências adicionais se não derem fim a seus ataques ilegítimos.