Vítimas de terremoto na província japonesa de Ishikawa começam a se mudar para moradias temporárias

As primeiras unidades habitacionais temporárias foram disponibilizadas para pessoas que ficaram desabrigadas pelo terremoto do Dia de Ano-Novo na costa do Mar do Japão. Mais de 8.000 pessoas permanecem em centros para desalojados na província de Ishikawa.

Os sobreviventes do terremoto começaram a se mudar no sábado para suas casas temporárias na cidade de Wajima.

Uma mulher de 76 anos estava abrigada com a família da filha em um centro para desalojados desde que perdeu sua casa em um incêndio durante o terremoto.

“É mais confortável, mentalmente. Não preciso me preocupar com os outros”, afirmou esta mulher sobre a mudança para a habitação temporária.

Um total de 18 famílias, ou 55 pessoas ao todo, se mudarão para essas unidades. São famílias que perderam suas casas no desastre ou são idosos que precisam de cuidados extras.

As autoridades municipais receberam mais de 4.000 pedidos por moradia temporária.

A província de Ishikawa pretende iniciar a construção de mais 3.000 unidades antes do final de março, sendo que 1.300 destas unidades devem estar prontas até esta data.

Um professor da Universidade da Província de Kumamoto, Sawada Michio, estuda como vítimas de terremotos sobrevivem nos dias e semanas seguintes aos abalos.

O professor comentou que os municípios atingidos pelo terremoto em Noto são relativamente pequenos, o que significa que há um limite para o que pode ser feito pelas próprias comunidades.

Segundo Sawada, “As unidades habitacionais temporárias foram providenciadas rapidamente, mas o número é extremamente limitado. Acho crucial que os municípios atingidos pelo terremoto recebam ajuda do governo central, da província ou até mesmo do setor privado”.

Operações de busca prosseguiram na região no sábado, com a participação de cerca de 130 policiais e bombeiros.

Onze pessoas permanecem desaparecidas na cidade de Wajima e duas em Suzu.

Até o momento, foram confirmadas as mortes de 240 pessoas em toda a província de Ishikawa.