Toyota reduz jornada de trabalho em fábricas após falsificações em testes de veículos

A montadora Toyota Motor informou ter reduzido em 30 minutos a média máxima das horas de trabalho diárias em algumas de suas fábricas. Isto ocorre após uma série de incidentes envolvendo falsificações em testes de segurança de veículos.

A empresa afirma que a medida visa aliviar o estresse dos funcionários com o aumento da produção e retornar o foco para a qualidade do produto.

Segundo a Toyota, as demandas de linha de produção aumentaram nos últimos meses, com a redução da escassez de semicondutores, resultando em aumentos nas cargas de trabalho. A montadora espera que a diminuição do horário de operação ajude a amenizar a pressão sobre sua força de trabalho e gere algum tempo para treinamento e desenvolvimento.

A Toyota enfrentou críticas nas últimas semanas em meio a uma série de irregularidades nos testes de veículos nas empresas do grupo.

Na terça-feira, o presidente do conselho administrativo da montadora, Toyoda Akio, pediu desculpas aos clientes pela série de falhas em testes nas empresas Hino Motors, Daihatsu Motor e Toyota Industries, que fazem parte do grupo.