NHK Responde: Como proteger a saúde em abrigos (1) — Prevenção da aspiração de corpos estranhos

A NHK responde a perguntas sobre redução de danos em desastres. Um grande número de pessoas permanece em abrigos temporários em consequência do fortíssimo terremoto ocorrido no primeiro dia do ano na Península de Noto, da região central do Japão. Na primeira edição desta série que trata de maneiras de proteger a saúde durante a permanência em abrigos, falamos de meios de evitar a aspiração de corpos estranhos.

Esta condição ocorre quando algum alimento ou líquido entra pelas vias respiratórias que conduzem aos pulmões. Acredita-se que as chances de ocorrer aumentem com a redução da aptidão física por permanência prolongada em abrigos, na qual se torna difícil a prática de exercícios físicos. Convém ter cuidado especial com a idade avançada, em que há uma redução da capacidade física de engolir.

No retrospecto de calamidades, observa-se um aumento no número de pessoas com pneumonia por aspiração, problema que ocorre quando bactérias entram nos pulmões juntamente com a saliva. Tem-se como uma das causas do crescimento nos números de casos a falta de água encanada, que dificulta a escovação adequada dos dentes ou a desinfecção apropriada de dentaduras.

Especialistas em medicina recomendam a quem permaneça em abrigos a manutenção da higiene com o uso, para limpeza do interior da boca, de lenços úmidos, sem álcool, ou de lenços de pano umedecidos. Além disso, é importante exercitar o maxilar antes das refeições e, ao comer, sentar-se em cadeira, em vez de diretamente no chão, para poder manter uma postura adequada.

Estas informações são de 1º de fevereiro.