NHK Responde: Criando filhos em comunidades locais (5) Matrícula no ensino fundamental

A NHK responde a perguntas relacionadas à garantia do bem-estar no dia a dia. Nesta série, compartilhamos informações sobre serviços e instalações que oferecem apoio a residentes estrangeiros que criam filhos, de recém-nascidos a crianças em idade pré-escolar, no Japão. Hoje, nos concentramos nos procedimentos de admissão no ensino fundamental.

Crianças de nacionalidade estrangeira têm garantidas as mesmas oportunidades que as crianças japonesas de serem educadas gratuitamente em escolas públicas do ensino fundamental, se assim o desejarem. Crianças que completam sete anos de idade entre 2 de abril de um dado ano e 1º de abril do ano seguinte podem se matricular.

Famílias com filhos de nacionalidades estrangeiras recebem cartas de orientação sobre a escola pública do ensino fundamental do distrito em que residem por volta do outono no Japão, no ano anterior ao que a criança começará a estudar. Depois que a inscrição for solicitada junto ao conselho de educação local ou à prefeitura do município, um bilhete de comparecimento será enviado. Em seguida, certifique-se de que a criança faça um exame de saúde. As orientações voltadas aos alunos serão realizadas para os responsáveis; funcionários então explicam o que é necessário providenciar, como por exemplo: sapatos para ambientes internos e roupas para atividade física. Muitas prefeituras e órgãos municipais oferecem serviços em diversos idiomas, então não hesite em fazer perguntas caso tenha qualquer dúvida.

(Fonte: Criação de filhos no Japão – Da gravidez à matrícula no ensino fundamental/Fundação Internacional de Kanagawa https://www.kifjp.org/child/)

As informações são do dia 31 de janeiro.