Tribunal de Hong Kong ordena a liquidação de ativos da Evergrande

Um tribunal em Hong Kong ordenou a liquidação da empresa imobiliária Evergrande Group, cuja dívida aos credores aparentemente ultrapassou os 300 bilhões de dólares.

Espera-se que a empresa se prepare para a venda de seus ativos em Hong Kong sob administradores nomeados pelo tribunal.

No início de dezembro, o Supremo Tribunal de Hong Kong havia adiado sua decisão sobre a liquidação, dizendo que precisava de mais tempo para estudar o plano de reestruturação de dívida da Evergrande.

Não está claro se os ativos da empresa na China continental também serão vendidos. Um especialista diz que Pequim precisará concordar separadamente com a liquidação, antes que o processo possa ter início na China.

O veredicto de segunda-feira ressalta o difícil estado do mercado imobiliário na China. Números recentes mostram que o índice de preços de habitação em 62 das 70 grandes cidades caiu em dezembro em relação ao mês anterior.

O investimento em desenvolvimento imobiliário no ano passado caiu 9,6% em comparação com 2022, marcando o segundo ano consecutivo de declínio.

Em outubro do ano passado, um comitê internacional declarou que a maior incorporadora imobiliária do país, Country Garden, estava inadimplente com parte de sua dívida.